Serviços

Prevenção ao Covid-19! Dr. Bactéria esclarece as dúvidas mais frequentes referente a higiene para o combate ao coronavírus

Cuidados com a limpeza da casa, lavagem de roupas, higiene pessoal e higienização de objetos são alguns pontos que geram dúvidas quando o assunto é prevenção contra o novo coronavírus.

Pensando nisso, a Bettanin, junto com o embaixador da marca EsfreBom, o biomédico Roberto Figueiredo, popularmente conhecido como Dr. Bactéria, esclarece questões vinculadas ao tema e que fazem a diferença na luta contra a pandemia. Confira!

Informação vindas de especialistas certamente são poderosas armas na luta contra o COVID-19. A fim de combater fake news e contribuir com a conscientização sobre o atual cenário mundial, a Bettanin, junto com o Dr. Bactéria, trouxe esclarecimentos sobre cuidados básicos e rotineiros que devem prevalecer no dia a dia da população, para além da crise.

:: HIGIENIZAÇÃO PESSOAL

Antes de falar sobre a prevenção, é preciso primeiro entender as características do vírus. De acordo com o Dr. Bactéria, trata-se de uma partícula de gordura com proteínas ao seu redor, que pode estar ativa ou inativa. ‘’Partindo deste princípio, assim como eliminamos gordura de nossos utensílios da cozinha, podemos inativar o vírus de uma forma simples e acessível a todos, por meio do sabão’’, explica.

Tendo em mente a ação do sabão diante o coronavírus, é possível afirmar que este é até mesmo mais eficaz quando comparado ao álcool em gel, principalmente no hábito de higienizar as mãos. ‘’O uso de água e sabão reduz as chances de contaminação pelo vírus em 91%, já o uso do álcool em gel reduz em 85%. Dessa forma, quando estiver em casa, priorize o uso de sabonete ou sabão e deixe o álcool em gel para situações fora de casa, como no caso de uma ida ao mercado’’, orienta.

Além das mãos, a higiene pessoal também inclui os cuidados com os cabelos. ‘’Principalmente no caso das mulheres, que levam as mãos frequentemente aos cabelos, o ideal é a lavagem diária’’, recomenda. “Quanto aos homens, para aqueles que têm barba, a dica é abrir mão dela durante a fase de enfrentamento do COVID-19. A barba também é um ‘’imã’’ para as mãos, e por ficar próxima a boca, o risco de contaminação pode dobrar’’, alerta.

:: ANTES DE ENTRAR EM CASA

Aos que precisam sair de casa para trabalhar ou então ir às compras essenciais, como o caso de saídas para o mercado e farmácia, existem cuidados primordiais para prevenir a possível entrada do coronavírus em casa. Segundo o Dr. Bactéria, o primeiro passo é a higienização dos calçados.

‘’Existe uma solução muito eficiente para inativar o vírus. Em um recipiente, coloque 1 litro de água mais 3 colheres de sopa de água sanitária, em seguida, pulverize a misturinha no capacho de entrada da casa. Basta passar os pés na superfície para dizer adeus ao vírus. Para secar os pés, lembre-se de deixar um pano seco ao lado à disposição’’, explica o biomédico.

Essa dica somente se aplica em capachos compostos por materiais sintéticos, como o vinil.

:: E-COMMERCE E DELIVERY

Durante a quarentena é comum que as pessoas se adaptem cada vez mais a compras via e-commerce ou então serviços de delivery. Segundo Figueiredo, também existem recomendações importantes antes de trazer uma mercadoria para dentro de casa.

‘’Ao receber sua encomenda, deve-se procurar não ter contato direto com o entregador, pedindo que ele deixe as embalagens sobre algum lugar. Caso seja necessário fazer algum pagamento, o uso da máscara é essencial e, logo em seguida, a higienização do cartão bancário. Em casa, a pessoa deve higienizar a embalagem recebida imediatamente. Para isso, coloque em um recipiente 1 litro de água e 10 gotas de lava-louças concentrado com ação antibacteriana. Feito isso, umedeça um pano multiuso com a solução e passe ao redor da embalagem, seja ela em papelão ou plástico’’, indica.

De acordo com Figueiredo, a regra é a mesma, em caso de produtos industrializados enlatados e que possuem embalagens de vidro.

:: LIMPEZA DO LAR

Não basta estar em casa, é preciso estar confinado de forma segura. Para isso, o especialista indica a limpeza periódica dos ambientes da casa, como da sala, cozinha e banheiro, que podem concentrar maior número de bactérias.

‘’Aqui vai uma dica para levar como aprendizado até mesmo após a crise. Para higienizar devidamente os pisos da casa, lembre-se da solução do ‘’Dr. Bactéria’’! Em um recipiente, para cada litro de água, acrescente 2 colheres de sopa de água sanitária. Após preparar a solução, basta aplicá-la sob os pisos e esfregá-los com auxílio de um pano e um rodo. No caso de pisos delicados, é possível substituir a água sanitária por 3 colheres de lava-louças que tenha ação antibacteriana. O ideal é que este tipo de limpeza seja realizado diariamente’’, recomenda.

Além dos pisos, outros locais merecem atenção. No caso da sala, por exemplo, Dr. Bactéria explica a importância da higienização dos sofás. ‘’Em tempos de confinamento, a sala se torna um dos locais mais frequentados pelas famílias, que se reúnem para assistir televisão, por exemplo, por isso a higienização dos sofás se torna tão importante. Para isso, existe uma misturinha neutra e eficiente: em um recipiente, dilua 10 gotas de lava-louças concentrado em 1 litro de água; umedeça um pano multiuso na solução e passe-o por todo móvel’’, ensina.

No caso da cozinha, a atenção especial vai para utensílios como talheres e pratos, fogão e demais superfícies que apresentam contato com a comida. ‘’Na hora de lavar a louça, não tem segredo, use e abuse do lava-louças concentrado. Pensando na higienização das bancadas da pia, opte pela limpeza com wipes, panos umedecidos prontos e que apresentem ações especializadas de desinfectar, limpar e perfumar’’, indica.

Ainda com foco na cozinha, Dr. Bactéria alerta para um ponto importante, o risco do uso de álcool em gel neste ambiente. ‘’O álcool em gel é uma substância altamente inflamável e pode causar acidentes. Dentro de casa, a regra é higienizar as mãos com água e sabão’’.

Pensando na higienização do banheiro, além da limpeza com água sanitária e panos umedecidos apropriados para o ambiente, existem alguns cuidados extras. ‘’Troque a tolha de rosto diariamente e a de banho a cada dois dias. No momento em que for dar a descarga, certifique-se que a tampa do vaso sanitário esteja fechada. Esses pequenos cuidados fazem a diferença’’, destaca.

:: HIGIENIZAÇÃO DE OBJETOS

Para a higienização de objetos, como chave do carro, chaves de casa e até mesmo as maçanetas das portas, o especialista recomenda o uso de produtos com ação desinfetante. ‘’Uma ótima opção para desinfetar itens pessoais são os wipes – panos umedecidos-, além de proporcionarem alto poder de desinfecção, são práticos’’, recomenda.

No caso de eletrônicos como celular, controle remoto da televisão, e fones de ouvido, a higienização deve ser cautelosa para não causar danos aos aparelhos. ‘’Para eletrônicos, utilize álcool isopropílico. Para aplicar, basta borrifar o produto em um lenço multiuso e passar nos objetos’’, completa.

:: HIGIENIZAÇÃO DAS ROUPAS

Certamente uma das medidas preventivas conta o coronavírus é a higienização das roupas, mas existe uma dúvida frequente: é preciso separar as roupas de pessoas que vieram da rua, das roupas de pessoas que estavam em casa? ‘’A resposta é não. O sabão, como já mencionado, é um dos melhores aliados para eliminação da bactéria, e o mesmo acontece com o sabão em pó. Em contato com o produto, o vírus inativa em menos de 1 minuto. Dessa forma, é possível misturar as roupas na máquina de lavar, sem medo’’, confirma.

Outra dúvida muito presente é sobre a possibilidade de reutilização das roupas para aqueles que pensam em economia, ou seja, usar a mesma roupa mais de uma vez antes de colocá-la para lavar. ‘’O ideal é que as roupas sejam lavadas diariamente, afinal, todo cuidado é pouco. Mas vale destacar que o tempo de atividade do vírus em tecidos é de 4 horas. Neste caso, se a pessoa utilizar um casaco mais pesado, por exemplo, ela pode deixá-lo pendurado em um local arejado e reutilizá-lo sem riscos no dia seguinte’’, explica.

:: MÁSCARAS

As máscaras também têm sido indicadas como as protagonistas na luta contra a pandemia, mas é primordial utilizá-las e higienizá-las da maneira correta. De acordo com Dr. Bactéria, após utilizar a proteção, que deve tampar corretamente a boca e o nariz, é preciso guardá-la em um saquinho plástico. Feito isso, o próximo passo é fazer a higienização caso a máscara seja reutilizável, como as de tecidos. ‘’Em um balde, adicione 1 litro de água, 3 colheres de sopa de lava-louças e 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio. Após preparar a solução, mergulhe a máscara no recipiente e a esfregue bem; depois, basta colocá-la para secar no varal e passar o ferro para finalizar’’, orienta.

Com as dicas, esclarecimentos e orientações em mente, é hora de combater o coronavírus. Se cada um contribuir com as medidas de prevenção, em breve o mundo voltará a seu devido lugar.

Crédito: Divulgação
Fonte: BCBiz

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar