Serviços

Inverno aumenta infecções por vírus e bactérias

Além do coronavírus, doenças respiratórias, como gripes, resfriados e H1N1 têm maior transmissão nessa época do ano

 

As infecções virais e bacterianas aumentam consideravelmente no inverno, principalmente entre crianças e idosos. Dia 21 de junho é o início da estação mais fria do ano. O LANAC – Laboratório de Análises Clínicas, registra aumento de 20% nos resultados positivos para infecções de vírus e bactérias nesse período.

Segundo o especialista em bacteriologia do LANAC, o bioquímico Marcos Kozlowski, atitudes simples impedem as infecções. “É importante lavar as mãos com frequência, evitar colocá-las em contato com boca, nariz, olhos e ouvidos quando estão sujas e manter o corpo descansado e bem alimentado – isso ajuda o sistema imunológico a se manter forte”, explica, lembrando que é importante manter o ambiente sempre ventilado, apesar do frio.

Essas atitudes são as mesmas indicadas para o combate à COVID-19. “O coronavírus se comporta como os demais vírus e bactérias, portanto a higiene constante das mãos é essencial para manter o organismo saudável em todas as épocas do ano”, completa. De acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), o ato de lavar as mãos pode reduzir, além dos casos de doenças respiratórias agudas em 25%, o número de mortes relacionadas a diarreia em mais de 40%.

Hábitos como higienizar bem os alimentos, especialmente saladas cruas, não reaquecer mais de uma vez a comida já pronta, consumir sempre água filtrada ou fervida e lavar bem as mãos antes e depois de usar o banheiro, também evitam a contaminação.  “Nesta época do ano temos um aumento expressivo de infecções graves como gripe, meningite e pneumonia”, completa o especialista.

Kozlowski alerta também sobre a importância de ter consciência que o uso indiscriminado de antibióticos faz com que bactérias comuns se tornem cada vez mais resistentes, sofrendo mutações e criando forte resistência aos medicamentos, tornando-se superbactérias. O controle de venda de antibióticos começou no Brasil em abril de 2013, que só pode ser vendido mediante a apresentação e retenção da receita, que vale somente por 10 dias.

Sobre o LANAC:
Há 28 anos, o LANAC – Laboratórios de Análises Clínicas se diferencia por se manter, com orgulho, como empresa 100% paranaense. A empresa possui 45 unidades de atendimento em diversos bairros de Curitiba, além da Região Metropolitana, Litoral do Paraná, Ponta Grossa, Palmeira e Rio Branco do Sul. Hoje, o laboratório oferece mais de dois mil tipos de exames, além de coleta domiciliar e assessoria científica para médicos e conta com mais de 400 colaboradores. Recebe exames de 25 laboratórios, atuando como laboratório de apoio. A sede central, com 1.200 m², é o maior centro de análises clínicas de Curitiba. A empresa participa de testes de proficiência do Controle Nacional de Qualidade da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas, com nota excelente desde 1992 e mantêm a certificação ISO 9001/2015 atualizada desde 2004.

Crédito: Divulgação
Fonte:  Trio Comunicação

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar