Notícias

PwC Brasil inaugura Centro de Excelência dedicado a cooperativas de crédito

 Com abrangência nacional, a iniciativa vai atender cooperativas de todo o país, com foco em soluções de auditoria cooperativa, auditoria interna, compliance, gestão de riscos e controles internos. 

Em franca expansão, as cooperativas têm aumentado substancialmente sua importância no mercado de crédito brasileiro. Nos últimos cinco anos, o Sistema Nacional de Cooperativismo de Crédito (SNCC) tem chamado atenção pelo crescimento sustentado, acima do restante do Sistema Financeiro Nacional (SFN). O total dos ativos das cooperativas aumentou em 21,5% ao ano, frente a um crescimento médio do SFN de 6,7%, segundo o Banco Central.

Para atender às necessidades específicas desse setor e contribuir com a competitividade do crédito cooperativo no país, diante de um cenário econômico em constante transformação, a PwC Brasil apresenta ao mercado neste mês de junho o seu Centro de Excelência para Cooperativas de Crédito. Concentrada nas regiões Sul e Sudeste, mas com abrangência nacional, o Centro possui uma equipe de especialistas nesse segmento dedicada a atender cooperativas de todo o país, com foco em soluções de auditoria cooperativa, auditoria interna, compliance, gestão de riscos e controles internos. 

Segundo Maurício Colombari, sócio da PwC Brasil, o segmento de cooperativas de crédito deve seguir crescendo, desempenhando um papel importante na recuperação econômica do país no pós-pandemia. “As cooperativas serão um motor para esse movimento de recuperação, uma vez que direcionam proporcionalmente mais crédito para micro e pequenas empresas”, explica Colombari. Segundo o Banco Central, em dezembro de 2020, o crédito concedido às micro e pequenas empresas pelas cooperativas correspondia a 60% da sua carteira na modalidade pessoas jurídicas – um valor bem superior ao concedido pelo restante do sistema financeiro, de 15%. Para o especialista, “o crescimento do segmento traz também desafios específicos que vão exigir planejamento estratégico e eficiência para tornar o setor mais competitivo.”

Para Elisa Simão, diretora da PwC Brasil e responsável pelo Centro de Excelência dedicado a Cooperativas de Crédito, a modernização e a atualização do marco regulatório do setor devem trazer ainda mais oportunidades para o crescimento das cooperativas de crédito no Brasil. “Temos hoje um sistema financeiro competitivo, inovador e tecnológico, no qual cooperativas que se dediquem às melhores práticas de governança terão grandes chances de se desenvolver de forma sustentável e conquistar um espaço ainda maior no mercado”, destaca Simão. “Com o Centro de Excelência, a PwC tem como propósito atender e orientar as cooperativas nessa jornada, aplicando toda a tecnologia e expertise para entrega de soluções inovadoras nesse segmento.”

Cooperativas se destacam na região Sul

Em estudo sobre a participação das cooperativas de crédito no sistema financeiro brasileiro, o Banco Central registrou o crescimento significativo desse segmento. A porção do mercado de crédito para pessoa jurídica ocupada pelas cooperativas no Brasil passou de menos de 1% em 2005 para mais de 8% em 2017. Nesse contexto, a região Sul do país tem se destacado, com a participação das cooperativas saltando de 2,1% para 16,7% em 2017. No que se refere ao crédito a pessoas físicas, a parcela do mercado ocupada pelo crédito cooperativo também tem crescido no Sul do país, já respondendo por mais de 15% do segmento. 

Para Rodrigo Provazzi, sócio da PwC Brasil, a liderança da região se explica pela presença de um agronegócio forte e estruturado e pelas condições especiais oferecidas pelas cooperativas. “As cooperativas desempenham um papel fundamental de transformação socioeconômica, pois conseguem ofertar produtos e serviços financeiros em localidades onde a disponibilidade de atendimento pelo sistema financeiro tradicional é baixa”, lembra. “Além disso, seu modelo de gestão, onde os associados têm participação nas assembléias e decisões, ajuda as cooperativas a aprimorarem seus serviços para conseguirem atender de forma mais específica às necessidades de crédito dos seus cooperados”, conclui Provazzi.

Crédito: Divulgação/Página 1 Comunicação

Fonte: Página 1 Comunicação 

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar