Dicas Notícias

Instalações e cabeamentos de Internet e TV nos projetos: saiba o momento exato e como agir corretamente

Não adianta pensar na infraestrutura depois que a reforma está pronta! Experiente, o arquiteto Bruno Moraes traz dicas para prever com antecedência esse processo, facilitar a execução e ainda melhorar a distribuição do sinal pelos ambientes

Em um período em que todos estão trabalhando, estudando e fazendo inúmeras atividades de dentro de suas casas, o que já era muito importante tornou-se essencial: uma performance impecável de conexão de internet e TV a cabo. No entanto, para que tudo funcione de forma plena é necessário ter muita atenção com as instalações. O arquiteto Bruno Moraes, do escritório Bruno Moraes Arquitetura, com longa experiência em obras residenciais, conta o que deve ser feito para garantir os bons resultados. Confira!

Planejamento

Durante as conversas para o desenvolvimento do projeto de arquitetura de interiores, antes do início da obra, os moradores já precisam especificar quais são os aparelhos que desejam incluir. Afinal, cada uma dessas informações altera a quantidade de pontos de rede, tomadas e a infraestrutura que serão executadas durante o processo.

Entre os exemplos de perguntas para os clientes estão: A TV será Smart e contará com internet? Será incluso um sistema de home theater? Haverá um roteador wifi ou uma rede cabeada para o home office? Os equipamentos serão interligados na automação? Haverá um repetidor de sinal de internet para garantir a estabilidade? Qual será o serviço contratado? “Entre as primeiras atividades que realizamos na obra estão os “rasgos” em paredes e no teto para embutir a infraestrutura do cabeamento. Por isso, precisamos definir esses detalhes durante o projeto. A depender do modelo do repetidor de sinal, será necessário passar um cabo de rede antes de fechar o forro. Tudo o que não foi previsto antes, pode gerar um custo adicional ou retrabalhos”, alerta Bruno Moraes.

Pensando no futuro

Como não é sempre que a residência passa por obras, uma alternativa interessante é já deixar pronto alguns tipos de cabeamentos, mesmo que no momento atual os moradores não utilizem certos eletrônicos, para evitar o quebra-quebra depois. “Como a tecnologia está em constante mudança, sempre deixamos uma infraestrutura futura nas nossas reformas, pois não sabemos se daqui a pouco os clientes precisarão dela. Partimos do pressuposto que vale a pena se precaver”, conta o arquiteto. Entre as possibilidades, ele cita exemplifica o caso de um morador que no momento não faz uso de um painel de TV na sala de estar. Ainda assim, sua equipe investe na passagem de uma tubulação de uma polegada pela parede para abrigar todos os cabos multimídia necessários mais adiante.

Potência e qualidade do Sinal

Para evitar alterações no andamento da obra, em razão da colocação de novos equipamentos, como os casos citados acima, o arquiteto dá algumas dicas:

– Para definir o tipo de internet e os acessórios que serão instalados, o primeiro passo é entender qual pacote da operadora atenderá todas as necessidades e contabilizar as variantes como o número de moradores, se o uso será apenas para o lazer, trabalho esporádico ou diário, aulas online ou se haverá a realização de videoconferências frequentes, entre outras situações;

– Em segundo lugar, será preciso avaliar o tamanho da residência, além da quantidade de ambientes que necessitarão de internet wifi. Nesse contexto, será observado se o roteador de internet terá capacidade de transmitir o sinal com eficiência para todos os ambientes ou considerar a hipótese de instalar adicionais e amplificadores de sinal.

 

Atenção: Bruno Moraes relata que, em projetos com mais de um roteador, é comum ouvir clientes reclamarem de oscilações e de possíveis quedas de sinal ao caminharem pela casa. Por isso, o arquiteto indica a compra dos sistemas mais novos, pois é possível distribuir o sinal de maneira igualitária, garantindo velocidade e estabilidade. Ao optar por roteadores mais modernos, ele também enumera outros benefícios como o controle e bloqueio do acesso a jogos online por crianças, priorizar a banda para uma atividade específica, além de configurar logins e senhas para visitantes.

 

Dicas para melhorar o sinal de internet – por Bruno Moraes

  • Analise se há muitas paredes do local onde será instalado o roteador até os ambientes que utilizarão o wifi. Se a parede for muito espessa, a depender do material da construção, isso impactará na qualidade do sinal;

 

  • Com o intuito de melhorar o alcance, Bruno orienta posicionar o roteador em áreas mais centrais e altas da casa. Porém, quando isso não for viável, uma alternativa é buscar por alguns modelos que podem ser fixados no forro;

 

  • Na incerteza da qualidade do sinal e de sua compatibilidade com o pacote contratado, busque por apps e sites específicos para medir a banda fornecida pela empresa.

Instalação de cabos de TV e Internet

No caso dos prédios, já existem aberturas verticais para a passagem dos cabos em cada andar (conhecidas como shafts). Dessa forma, basta passar o cabeamento e fazer a ligação com o apartamento desejado. Geralmente, no caso dos empreendimentos mais novos, as unidades já dispõem dos cabos deslocados perfeitamente até esses shatfs. Com isto, quando o serviço de internet ou TV é contratado, as empresas de fornecimento só precisam levar o cabo do andar até o ponto específico dentro do apartamento.

Porém, é necessário ficar atento: algumas empresas de fornecimento instalam seus equipamentos somente com cabos credenciados. “Já tentamos antecipar este trabalho durante a reforma, passando o cabo com a intenção de agilizar, mas não deu certo por conta desta premissa. Por isso, sempre nos informamos antes”, aconselha ele.

Outro problema relatado por Bruno em algumas obras de apartamentos diz respeito à obstrução nos cabeamentos. “Em algumas situações, na passagem destinada aos cabos de TV ou Internet, os conduítes estavam cheios de restos de obras, inviabilizando o processo. Por vezes precisamos acionar a garantia da construtora para abrir o forro e passar o cabo por outro caminho até o apartamento” lembra o profissional.

 

Outras alternativas

Já nos casos de condomínios residenciais mais afastados, como no interior ou litoral, em que os cabos para TV ou internet não alcançam, o arquiteto revela que nessas situações foi necessário recorrer a roteadores de internet portáteis, que funcionam com chips de internet, por exemplo. Outra opção é a internet via ondas de rádio, uma frequência sem fio e que leva o sinal das torres de transmissão até as antenas instaladas nas residências. No caso das TVs, as antenas parabólicas ou digitais podem ajudar.

 

Sobre Bruno Moraes Arquitetura

Criado há 13 anos, o escritório é comandado por Bruno Moraes, arquiteto formado pela Faculdade Belas Artes de São Paulo (FEBASP) e pós-graduado em Gerenciamento de Empreendimentos na Construção Civil pela FAU Mackenzie. Bruno passou por grandes escritórios, como o do arquiteto Siegbert Zanettini, onde participou do projeto de ampliação do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), da Petrobras, considerado o maior projeto sustentável da América Latina.

O escritório atua nas áreas de gerenciamento e execução de obras, além de se dedicar à concepção de projetos de casas, reforma de apartamentos, retrofits, espaços corporativos e áreas comuns de edifícios. Dispõe de equipe própria de obra, cuidadosamente treinada para gerir os trabalhos com processos próprios desenvolvidos pelo escritório que usa, entre outros diferenciais, um aplicativo personalizado. A marca Bruno Moraes Arquitetura tem trabalhos publicados nas mais importantes publicações de decoração e arquitetura do Brasil. Em 2019 e 2020 participou do quadro de decoração do Programa da Eliana, no SBT, e em 2021 assinou novamente a reforma do ambiente.

 

Bruno Moraes Arquitetura

(11) 2062-6423

www.brunomoraesarquitetura.com.br

@brunomoraesarquitetura

Crédito: Luis Gomes

Fonte: dc33 Comunicação

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar