Notícias

Garagens com design dão sofisticação aos edifícios Plaenge

Novo conceito dá cor, iluminação clara e integração aos estacionamentos aos demais ambientes comuns dos empreendimentos

As garagens dos edifícios residenciais da Plaenge estão de cara nova. Ganharam projetos de design que deram cor e sofisticação aos espaços no subsolo, com sinalização e iluminação especiais. Com isso, deixaram de ser um ambiente secundário para serem um dos principais das áreas comuns dos prédios. O novo conceito foi batizado de Plaenge Parking Design e segue a tendência internacional de tornar os estacionamentos mais seguros, modernos e acessíveis.

O projeto do novo Plaenge Parking Design foi desenvolvido pela arquiteta Michele Maria Raimann, diretora da Maena Design, a partir do entendimento de que os estacionamentos passaram a fazer parte da experiência do produto que está sendo ofertado ao cliente. “A porta de entrada do morador para o edifício se dá pelo estacionamento e não pelo acesso de pedestres. Nada mais justo que este ambiente fosse valorizado, assim como os demais”, explica Michele Raimann.

As principais mudanças dos estacionamentos dos empreendimentos da Plaenge contemplaram pintura em epóxi no piso, iluminação do espaço com lâmpadas led e ambientação visual do estacionamento de acordo com o conceito de sinalética e projeto arquitetônico de cada edifício. A sinalética é o conjunto de signos que compõem determinado sistema de sinalização e comunicação visual que trata das relações entre pessoas, espaço e os sinais para orientação.

“Embora não precisasse de muita ambientação, os estacionamentos precisavam de uma comunicação visual de impacto com orientações claras para os moradores como acesso, entrada e saída, localização das vagas e depósitos, e áreas de circulação para pedestres, bicicletas e veículos”, ressalta. Segundo Michele, a sinalética possibilita essa visualização clara e organizada por estar bastante alinhada com o design gráfico, aumentando a segurança para todos que utilizam os estacionamentos.

A inspiração para transformar as garagens dos edifícios residenciais em ambientes mais atraentes e integrados aos projetos dos empreendimentos veio de pesquisas, referências e tendências de arquitetura em outros lugares, associados ao comportamento das pessoas. Os empreendimentos comerciais como shoppings e hospitais foram os primeiros a adotar esse novo conceito, o que acabou mostrando ser mais eficaz e seguro e chamando a atenção das incorporadoras e construtoras.

“A Plaenge desenvolveu um jeito especial de pensar as garagens dos seus empreendimentos, refletindo nesses espaços todo o conceito do empreendimento, desde as cores, tipografia até o acabamento, integrando os seus espaços. A garagem deixou de ser um depósito de carros para ser uma continuidade das áreas comuns com o mesmo refinamento de todo o projeto arquitetônico”, explica o gerente regional Luiz Gustavo Salvático.

Vitra, o primeiro

O conceito Plaenge Parking Design foi desenvolvido primeiramente para o estacionamento do empreendimento Vitra, localizado na Água Verde. O Fifty, no Cabral, veio na sequência com um projeto de design tão sofisticado quanto o empreendimento. Foram trabalhados tons elegantes como cinza e preto, mas também tons quentes e amadeirados que trazem uma sensação de aconchego ao ambiente, que não é comum, e se integram ao mesmo revestimento usado nos acessos das torres residenciais.

“Essas cores aparecem tanto em pilares como em pisos e alguns pontos de fuga. Então, por meio da setorização de cor e materiais, conseguimos mostrar quais são os caminhos de pedestres e como as pessoas chegam aos acessos das torres”, afirmou Michele, responsável pelo projeto.

No piso, foram colocadas setas e divisões de pistas bem delineadas com desenho diferenciado que aparecem também no bicicletário. Os sinais gráficos têm design clean com fontes, tipografias e pictogramas para sinalizar os espaços. A iluminação também foi privilegiada, usando luminárias tubulares e lineares, destacando os acessos às rampas e números dos pavimentos.

O sucesso foi tão impactante que os projetos dos demais empreendimentos como o Harmony Concept e o WM 120, que serão entregues em junho e julho, respectivamente, foram adequados ao conceito do Plaenge Parking Design, assim como os projetos do Dreams e o Experience, no Ecoville, One, no Batel, e o ArtHouse, em frente ao Museu Oscar Niemeyer.

“O objetivo principal foi dar personalidade para as vagas de estacionamento, trazendo requinte por meio de uma identidade visual personalizada, com halls de acesso independentes e também decorados a partir do conceito Handmade Plaenge”, afirmou William Max Ribeiro, também gerente regional da Plaenge. A partir deste conceito, segundo ele, alguns itens foram valorizados como uma iluminação muito bem-feita e presente, tornando os subsolos mais claros e a pintura em epóxi que deixou os ambientes mais convidativos, coloridos e bem delimitados para carros, bicicletas e pedestres, aumentando a segurança dos moradores.

Michele afirma, no entanto, que para alcançar o resultado final, é necessário haver uma disposição da construtora na integração e compatibilização de todos os projetos envolvidos do empreendimento. “Fazer com que tudo isso aconteça da melhor forma e dentro do cronograma da obra é acrescentar uma complexidade que não existia antes, quando o conceito era apenas garantir que os moradores encontrassem suas vagas demarcadas em amarelo”, completa a arquiteta.

 

 

 

 

 

Crédito: Divulgação

Fonte: Flávia ProençaAssessora de Comunicação

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar