Indústria Imobiliária

Galvão Vendas e Bcredi firmam parceria para aquecer o mercado imobiliário

Consumidores poderão fazer financiamentos e obter crédito com garantia de imóvel de forma ágil e sem burocracia

 

A Galvão Vendas e a fintech Bcredi firmaram uma parceria que promete simplificar a vida de compradores e proprietários de imóveis. Por meio de soluções financeiras atrativas, ao optarem pelo financiamento ou crédito com garantia de imóvel (CGI), os clientes contam com opções menos burocráticas, 100% digitais e mais ágeis.

“Nós estamos usando alguns produtos que já estão na prateleira da Bcredi e pretendemos desenvolver novas soluções em parceria”, explica o CEO da Galvão Vendas, Gerson Carlos da Silva. “Nossa ideia é oferecer mais facilidade e agilidade e reduzir a burocracia para aprovar financiamentos, assim como aumentar a liquidez dos imóveis, fazendo com que sejam vendidos o mais rápido possível”, ressalta.

Ao optar pela modalidade que melhor se encaixa em seus interesses, os clientes poderão usar o crédito concedido pela Bcredi para, por exemplo, fazer uma reforma em seus imóveis, que se tornarão ativos mais atrativos para venda e locação. “Muitos imóveis que estão ofertados para venda ou locação estão em mau estado e acabam tendo uma dificuldade muito grande no mercado. Nem mesmo a redução de preço, às vezes, os torna atraentes. Como alguns proprietários não têm condições financeiras para reformar, trata-se de uma possibilidade de ampliar o valor de mercado e recuperá-lo, posteriormente, com a venda”, diz Silva.

O CGI é uma modalidade de empréstimo ainda pouco conhecida no Brasil, mas bastante consolidada mundialmente. Com ele, o cliente pode ter acesso a empréstimos que variam de R$ 30 mil a R$ 4 milhões, a depender do valor do imóvel que será colocado em garantia. O uso do dinheiro emprestado é totalmente livre, desde pagamento de dívidas até investimento no próprio negócio. Pela lei, esse processo de concessão de crédito ocorre por meio da alienação fiduciária, ou seja, uma pessoa ou instituição, ao demandar o empréstimo, transfere a propriedade do imóvel colocado em garantia à instituição credora até que a dívida seja quitada, podendo usá-lo normalmente nesse período.

Segundo o head de Novos Negócios da Bcredi, Bruno Dalapria, o mercado de imóveis ainda é ancorado apenas ao pensamento de compra e venda. A ideia da startup é ampliar esse leque e, desta forma, oferecer uma alavancagem de recursos para o proprietário. “Trata-se da oportunidade de crédito mais saudável do mercado. Os recursos podem ser usados para reformar ou para trocar dívidas por alternativas com juros mais baixos”, explica.

Em breve, a Bcredi e a Galvão devem lançar um novo produto em parceria: a antecipação de venda. Essa modalidade é muito útil para alguém que busca liquidez e está com dificuldades em vender seu imóvel. “É uma solução muito aguardada”, resume Dalapria.

Financiamento mais ágil
Em um processo digital, os corretores da empresa e até mesmo os próprios consumidores poderão fazer uma análise prévia de perfil com o valor do imóvel. Em quatro passos – análise do crédito, avaliação do imóvel, análise jurídica e emissão do contrato –, o negócio pode seguir em frente. Segundo Silva, a possibilidade de simular a compra torna o processo mais assertivo tanto para o corretor quanto para o comprador.

“Essas simulações darão uma situação real para o consumidor. No caso da possibilidade de fechar negócio, a Galvão terá um caminho ainda mais direto com a Bcredi, obtendo mais agilidade no processo”, diz Silva. O financiamento pode ser feito em até 70% do valor do imóvel, em um período de 20 anos e taxas a partir de 0,64% ao mês, acrescida do IPCA.

Crédito: Divulgação – Bcredi
Fonte: P+G Comunicação Integrada

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar