Indústria Imobiliária

Crowdfunding imobiliário: investimento em imóvel que rende juros

O investimento no mercado imobiliário vai muito além de comprar imóveis para locação ou revenda.

 

Entre as mais promissoras oportunidades de negócio para o segmento está o crowdfunding imobiliário. Em resumo, trata-se de um financiamento coletivo para construção de um empreendimento. Na linguagem popular, é algo parecido com uma “vaquinha”, mas em grandes proporções.

Vaquinha pro primeiro imóvel?

Quem organiza o jogo são as incorporadoras, que reúnem investidores para arrecadar fundos que viabilizem seu empreendimento. A captação dos recursos se dá por meio de oferta pública de distribuição de valores imobiliários. Estão aptas a promover o imobiliário empresas com faturamento anual de até R$ 10 milhões – a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) propõe aumentar o teto para R$ 60 milhões.

Investimento regulamentado

A definição normativa das regras para o imobiliário é estabelecida pela Instrução CVM 588. O documento define regras como captação máxima por projeto (o limite por incorporadora é de R$ 5 milhões) e cota máxima de investimento (R$ 10 mil por investidor).

Outra determinação da instrução é com relação à transparência da oferta. Nela, devem conter informações relevantes para o investidor, como dados sobre encerramento de campanha, meta de captação, entre outros.

Crédito: Divulgação
Fonte: Estadão | Home  São Paulo | SP by Ademi-PR

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar