Indústria Imobiliária

Cresce o número de imóveis compactos em Curitiba

Já pensou em morar por assinatura?

 

Essa é a nova tendência que está caindo no gosto de quem não quer ou não tem condições de comprar um imóvel próprio. Diferente do aluguel, o inquilino não precisa fazer um contrato de locação e nem ir até uma imobiliária. Ele entra em um aplicativo, assina um plano com pagamento de assinatura mensal via cartão de crédito e escolhe um apartamento fornecido pela plataforma. Se quiser se mudar, o morador pode simplesmente trocar de imóvel a qualquer hora, pela própria plataforma que funciona em várias cidades do mundo.

A ideia foi criada por uma startup de São Paulo e está sendo trazida para Curitiba. Gabriel Falavina, diretor de desenvolvimento imobiliário, explica como funciona a modalidade.

Os imóveis, geralmente, são compactos com até um quarto. O modelo está disponível em várias capitais do Brasil e em cidades de outros países. Conforme Falavina, o formato atende as gerações que não fazem mais questão de investir em imóveis e preferem a liberdade de se estabelecer em diferentes endereços, sem burocracia.

Segundo dados da Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi-PR), houve uma redução em Curitiba de 26,4% da área privativa média dos apartamentos novos nos últimos 12 meses, de 106 m² para 78 m². Isso, de acordo com Cristiano Viana, representante do Núcleo de Imobiliárias da Ademi-PR, indica uma tendência de preferência por imóveis compactos.

Ainda conforme a Ademi-PR, o número de lançamentos de edifícios com studio, loft ou apartamento de um quarto em Curitiba foi três vezes maior no segundo trimestre de 2020, em relação ao mesmo período do ano passado. Além disso, o preço médio do m² privativo desses imóveis de até um quarto em Curitiba valorizou 4,6% nos últimos 12 meses, tendo junho como mês de referência.

Viana conta que a área com mais concentração desse tipo de imóvel é a região central.

Crédito: Divulgação
Fonte: Ademi-PR

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar