Eventos Imóveis Notícias Serviços Social

Empresas do Paraná são protagonistas do Pavilhão Brasil na Expo Mundial 2020, em Dubai

Objetivo é fazer com que o estado se torne um hub em termos de tecnologia e inovação

Empresários do Paraná reunidos em Dubai. Evento contou com a participação do Governador do Estado do Paraná, Ratinho Jr.

Segundo o Índice FIEC de Inovação dos Estados, a região sul do Brasil empata com o Sudeste no quesito inovação — no quadro geral de estados, o Paraná ocupa o quinto lugar. Com o propósito de galgar uma posição bem mais avantajada nas próximas listagens e se aproximar de empresas, startups e fundos de fomento, o estado é protagonista do Pavilhão Brasil na Expo Mundial 2020, em Dubai, cuja abertura oficial ocorreu no dia 30 de outubro, sendo o primeiro a assumir o espaço brasileiro na feira, que tem 4,4 mil metros quadrados. 

O conceito da exposição paranaense é batizado de “Wow! All Around”, frase em inglês que significa “Surpresa por toda parte” e que sugere as diversas formas de encantamento que a região pode proporcionar a quem a conhece.

Ao todo, 192 países participam da Expo Mundial, cujo tema central é “Conectando mentes, criando o futuro”, e que ocorre com um ano de atraso, devido à pandemia da Covid-19. Nos seis meses de evento, a expectativa é que passem pela feira 25 milhões de pessoas.

Na comitiva, liderada pelo Governo do Estado, a associação Líderes dos Grupos Empresariais (Lide Paraná) reúne 25 empresas com o intuito de aproveitar a oportunidade para construir pontes comerciais e atrair mais investimentos para a localidade. 

Representando o Roit Bank, convidado especial na cidade dos Emirados Árabes Unidos, está a CSO Thaís Carvalho. Convicta de que o Paraná tem potencial para ser o grande player de inovação do Brasil, na visão da economista, o estado, bastante diversificado, e o fato de cada local estar inserido em um grau diferente de desenvolvimento dos ecossistemas de inovação, colaboram para a ascensão: “A nossa participação é a ‘cereja do bolo’ na soma de procedimentos desenvolvidos para incitar a inovação no Paraná, além da garantia de uma relevância internacional”, diz Thaís.

Em seu parecer, participar de uma Expo desta escala é ter a chance de auxiliar não só o estado, mas também todo o Brasil em três grandes desígnios: “manter o crescimento sustentável, ampliar a infraestrutura a ponto do Paraná se tornar um hub da América do Sul e promover negócios inovadores”.

Assim, durante o evento, a primeira fintech e accountech brasileira atuará em duas frentes: na Rodada de Negócios, conhecendo quem atua no mesmo mercado, aproveitando para identificar tendências, aprender mais e fechar parcerias; e na Agenda de Visitações, dialogando com autoridades e especialistas do setor e aumentando a notoriedade da marca.

 

Expo Mundial

A Expo Mundial nasceu em Londres, em 1851, sempre apresentando inovações e invenções, como máquinas têxteis, telégrafos, telefones e microscópios. A icônica Torre Eiffel, inclusive, originou-se para uma Expo Mundial, a de 1889, em Paris. Pela primeira vez, uma exposição universal como esta é realizada no Oriente Médio. A expectativa é que, em 181 dias, seja um evento de sucesso no ano que antecede a Copa do Mundo de futebol, que será celebrada na casa do rico vizinho de Dubai, o Catar.

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar