Comprar apartamento, se livrar do aluguel e ter um cantinho para “chamar de seu” é um dos objetivos de vida de muitos brasileiros.

 

No entanto, dúvidas como quando é o melhor momento de financiar um novo imóvel permeiam frequentemente a cabeça de quem sai em busca de uma nova propriedade.

Por esse motivo, reunimos aqui algumas informações importantes sobre como comprar um apartamento à venda e os diferentes momentos em que esse negócio pode ser fechado.

Confira!

Vantagens de morar em apartamentos novos
Se você decidiu se mudar para algum dos apartamentos novos existentes no estado de Goiás, saiba que irá fazer um ótimo negócio. Desde itens modernos até maior segurança e privacidade, são inúmeros os benefícios de morar em um condomínio residencial. Conheça detalhes sobre as principais vantagens!

Itens seguros e modernos
Atualmente, construtoras e incorporadoras investem cada vez mais em métodos modernos de obras, garantindo mais segurança na estrutura dos edifícios. A grande vantagem disso é a redução da probabilidade de surgir rachaduras e vazamentos no decorrer do tempo em todo o prédio.

Apesar disso, é muito importante o proprietário contratar um serviço de vistoria quando receber as chaves. Dessa forma, caso alguma anormalidade seja constatada, ele terá prazos previstos em lei para solicitar os devidos reparos à construtora responsável.

Conforme prescrito no Código de Defesa do Consumidor, o morador possui entre três meses (90 dias) e cinco anos para contatar a construtora e solicitar o conserto de algo. O prazo, todavia, é variável de acordo com a gravidade do problema surgido e o mesmo deve ser consertado gratuitamente.

Menos burocracia com a documentação
Comprando um novo apartamento na planta, as documentações serão entregues em ordem pela incorporadora responsável pelo projeto. Dessa forma, fica mais fácil para o proprietário matricular o seu bem no registro de imóveis do município e obter o certificado de habite-se.

Ao contrário dos imóveis usados em que, muitas vezes, o antigo dono atrasou o pagamento dos impostos, nos novos o morador só irá pagar tributos quando assinar o termo de entrega de chaves.

Dentre as tarifas mais conhecidas, podemos citar o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), pago anualmente, e o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis), pago apenas uma vez no ato da compra.

Mais segurança para você e sua família
Se comparado às casas, os apartamentos proporcionam mais conforto, privacidade, segurança e comodidade aos moradores. Por isso, residir em condomínios fechados tem sido cada vez mais a melhor opção a muitos brasileiros.

Dependendo do empreendimento, a portaria funciona 24 horas, evitando ao máximo a entrada de desconhecidos nas dependências condominiais. Alguns, inclusive, contam com portaria virtual onde o controle de entrada e saída de pessoas é feito por uma central de operações.

Câmeras de segurança nos ambientes coletivos do condomínio também estão se tornando cada vez mais frequentes nas novas construções. Assim, fica mais fácil monitorar todos os espaços a qualquer hora do dia e evitar algum problema interno.

O que preciso para financiar a compra de um apartamento?
A maioria das pessoas, ao comprar apartamento na planta, opta por financiá-lo com o propósito de obter condições mais facilitadas de pagamento. Entretanto, antes de solicitar o financiamento de uma propriedade, é preciso fazer um planejamento financeiro e evitar possíveis dores de cabeça no futuro.

Primeiramente, a primeira parcela do financiamento não pode corresponder a mais de 30% de sua renda mensal. Isso evitará o surgimento de alguns imprevistos financeiros que podem atrasar o pagamento das prestações ao longo dos anos.

FGTS no financiamento: entenda como funciona
Algumas vezes, é possível usar o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) no financiamento de um novo imóveis. Contudo, existem algumas regras básicas sobre como fazer uso desse recurso:

ter trabalhado, no mínimo, três anos não-consecutivos com carteira assinada;
não ter sacado parte desse benefício nos últimos dois anos;
não ter propriedade registrada em seu nome no município onde está situado o apartamento novo;
não ter nenhum processo de financiamento em andamento;
não ter usado o FGTS em nenhum financiamento nos últimos 36 meses,
financiamento via SFH (Sistema Financeiro da Habitação) só é válido para imóveis avaliados em até R$ 1,5 milhão em todo o país.

Dicas de como escolher o apartamento ideal
Escolher um apartamento para comprar requer cuidado e calma para evitar possíveis arrependimentos posteriores. Por isso, é importante analisar alguns fatores contribuintes por melhor qualidade de vida sem deixar de lado a comodidade oferecida pelos novos condomínios.

Atualmente, existem diversos tipos de apartamentos, sendo os do tipo padrão os mais conhecidos e presentes nas grandes cidades. Mas, aos que desejam simplicidade e ambientes compactos, os studios com metragem entre 20 e 50 m² podem ser boas opções e, geralmente, possuem um custo de aquisição menor.

Outro ponto importante a ser avaliado é a localização do condomínio. Observe, por exemplo, se ele está situado estrategicamente em determinada região, próximo a estações de metrô e grandes avenidas. Normalmente, quanto mais próximo do centro de um município, mais chances terá de se valorizar no decorrer dos anos.

Além da localização, a infraestrutura dos arredores também é muito importante para ajudar a decidir se determinado condomínio atenderá ou não às suas necessidades. Por essa razão, verifique sempre se há farmácias, padarias, supermercados e hospitais próximos ao empreendimento.

Os diferentes momentos de comprar apartamento
Dependendo da necessidade de cada morador, é possível comprar apartamentos em diferentes etapas de sua implementação. Apesar de na planta o valor da propriedade ter grandes chances de ser menor, os prontos podem evitar as famosas “surpresas” surgidas durante as obras.

Evento de lançamento
O evento de lançamento geralmente corresponde ao primeiro dia de vendas das unidades de um futuro condomínio. Nessa data, geralmente a incorporadora oferece recepções mais sofisticadas aos possíveis clientes interessados.

A grande vantagem de fechar negócio nessa primeira etapa de implantação do edifício é conseguir encontrar um imóvel capaz de atender melhor às suas exigências. Por exemplo: caso queira uma habitação no oitavo andar com vista para os fundos, a probabilidade dela estar disponível é muito maior.

Além disso, como a propriedade ainda não começou a ser construída, muitas vezes a construtora oferece ao comprador a possibilidade de personalizar a planta do apartamento.

Na planta
Comprar um apartamento na planta é vantajoso pois, dessa forma, é possível obter melhores condições de financiamento. Dependendo do caso, enquanto a propriedade estiver em construção, o futuro morador já poderá ter quitado mais da metade do valor total do bem.

Em algumas situações, a incorporadora responsável permite ao futuro morador propor alterações no projeto de acabamento do condomínio. No entanto, isso não significa que a estrutura e a planta de cada apartamento poderão ser modificadas.

Durante a construção
Assim como na situação anterior, enquanto um empreendimento estiver em construção, as chances de obter mais facilidades de financiamento são grandes. Contudo, a probabilidade de quitar mais de 50% do valor final é menor, pois o prazo para o imóvel ficar pronto diminui.

Adquirindo um apartamento em obras, não será preciso esperar muito tempo até a hora de se mudar. Enquanto imóveis na planta demoram, em média, três anos até ficarem prontos, os em construção possuem um prazo menor conforme as obras avançam.

Pronto para morar
Os apartamentos prontos são aqueles cujas obras brutas já acabaram e, portanto, estão em condições de serem habitados. A grande vantagem desses imóveis é poder visitá-los e saber exatamente se determinada estrutura atende às suas necessidades.

Além disso, eles são perfeitos para quem possui um pouco de pressa na mudança, pois não será preciso esperar alguns meses ou anos até eles serem concluídos. Contudo, um detalhe importante é que apartamentos prontos geralmente podem ter um custo de aquisição maior.

Crédito: Divulgação
Fonte: Leandro Zortea | Home  São Paulo | SP – Ademi/PR.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar