Serviços

Como manter a casa longe do COVID-19

Especialista em bacteriologia do LANAC alerta para o uso indiscriminado do álcool 70% e ressalta que há alternativas tão eficazes quanto para limpeza dos ambientes

 

Com a pandemia do COVID-19, o álcool 70%, tanto em líquido quanto em gel, tornou-se artigo de luxo em prateleiras de supermercados e farmácias. “É preciso alertar a população que não é só o álcool 70% que é eficaz na limpeza de mãos e ambientes, há muitas outras alternativas tão boas quanto e mais em conta”, explica o especialista em bacteriologia do LANAC – Laboratório de Análises Clínicas, Marcos Kozlowski.

Nas mãos, água e sabão são suficientes – o álcool gel deve ser usado apenas como alternativa para momentos em que não seja possível encontrar uma torneira, por exemplo, na rua, no carro, ou até mesmo em supermercado.

O profissional ainda alerta que o uso indiscriminado do álcool 70% faz com que o produto fique extinto e aumente o valor de sua produção, além de sair de circulação para os fins em que ele é indispensável, no caso de hospitais, centro cirúrgicos e laboratórios.

Para higienização de ambientes domésticos, produtos com cloro, água sanitária, e próprio sabão comum (seja em pó ou líquido), garante um ambiente seguro e bem-esterilizado. Importante é observar a concentração do princípio ativo recomendada pelo fabricante. “O álcool 70% é sim um potente antibactericida, porém, deve ser usado com parcimônia”, ressalta.

Kozlowski ensina que é importante umedecer o pano limpo com o produto de limpeza e higienizar constantemente superfícies de maior uso, como maçanetas, corrimão, teclados. “Lembrar sempre de higienizar os panos, esponjas, rodos e vassouras assim que utilizar e secá-los na secadora de roupas ou ao ar livre antes de reutilizar.”

Outro hábito que, segundo o especialista deveria ser padrão em todas as residências, é evitar entrar de sapatos em casa. Além disso, tirar as roupas com que chegou da rua e colocá-las para lavar; ternos e casacos que não são possíveis lavar em casa ou diariamente, é importante colocar no sol ou em algum lugar arejado.

O COVID-19, por ser envolvido por uma camada gordurosa, não sobrevive por muito tempo fora do corpo humano, os primeiros estudos, estimam que ele dure de seis a 24 horas, em superfícies, dependendo da temperatura e umidade do ambiente e do tipo, e 72 horas em plásticos. “Manter um local limpo e arejado é muito importante, e claro, lavar muito bem e todas as partes da mão por pelo menos 40 segundos e com frequência, não levá-la à boca, nariz e olhos, já ajudam muito na proliferação da doença.”, explica o especialista

 Sobre o LANAC:
Há 28 anos, o LANAC – Laboratórios de Análises Clínicas se diferencia por se manter, com orgulho, como empresa 100% paranaense. A empresa possui 45 unidades de atendimento em diversos bairros de Curitiba, além da Região Metropolitana, Litoral do Paraná, Ponta Grossa, Palmeira e Rio Branco do Sul. Hoje, o laboratório oferece mais de dois mil tipos de exames, além de coleta domiciliar e assessoria científica para médicos e conta com mais de 400 colaboradores. Recebe exames de 25 laboratórios, atuando como laboratório de apoio. A sede central, com 1.200 m², é o maior centro de análises clínicas de Curitiba. A empresa participa de testes de proficiência do Controle Nacional de Qualidade da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas, com nota excelente desde 1992 e mantêm a certificação ISO 9001/2015 atualizada desde 2004.

Crédito: Divulgação
Fonte: Trio Comunicação

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar