Mesmo com o grande desejo de adquirir sua propriedade, são poucas as pessoas que conseguem identificar o momento ideal para comprar. Por André Zukerman*

Mais de 45% dos brasileiros têm o sonho de comprar a casa própria, ficando atrás apenas do desejo de viajar pelo Brasil, de acordo com a Global Entrepreneurship Monitor (GEM). E com a retomada da economia, o mercado se mostra ainda mais promissor para quem procura um imóvel. 

Mesmo com o grande desejo de adquirir sua propriedade, são poucas as pessoas que conseguem identificar o momento ideal para comprar, pois é preciso realizar uma análise cuidadosa de diversos fatores. Afinal, estamos falando de aquisições com valores expressivos e de grande impacto para o patrimônio do comprador.

Verificar a situação financeira pessoal é importante, assim como estar atento às taxas de juros, financiamento e encargos de vacância – no caso dos comerciais. Entre as opções mais interessantes, os leilões de imóveis se destacam, com preços mais baixos e possibilidade de compra viabilizada por um processo realizado totalmente on-line. 

Mas como saber qual é o melhor momento para esse tipo de aquisição? 

Avalie sua situação financeira
Antes de buscar oportunidades disponíveis seja criterioso com seu orçamento. Assim, com base na quantia que pode direcionar ao investimento, é possível otimizar a pesquisa e concentrar seus esforços em encontrar imóveis com um preço acessível. Tenha em mente que uma propriedade não é algo que é revendido de uma hora para outra. É necessário se preparar para um comprometimento financeiro a médio e longo prazo. 
Algumas situações podem ser antecipadas, como eventuais reformas e pagamento de impostos e taxas. Nos leilões, por exemplo, existe a comissão do leiloeiro que é de 5% previsto por lei e deve ser parte da reserva feita.

Analise as oportunidades
Não é apenas o valor que precisa ser levado em conta.  Na hora de comprar um bem, busque saber o bairro em que está localizado, que tipo de estabelecimentos estão próximos e outros fatores que podem valorizar o imóvel. No caso dos leilões, é permitido ter acesso ao edital de cada oportunidade com informações sobre possíveis processos judiciais, se está ocupado, se possui dívidas e condições de pagamento.
O ano de 2018 conta com diversos eventos que podem impactar a economia como a Copa do Mundo e as eleições presidenciais em outubro. Tudo isso afeta o número de ofertas, as movimentações do mercado e as possibilidades de ganho com os investimentos feitos, que sofrem com a variação da Selic e perdem rendimento quando ela está em baixa, fazendo do mercado imobiliário uma das melhores alternativas.
Por isso, é importante pensar de forma ampla e a longo prazo sobre estruturar um planejamento pessoal e familiar que faça o investimento valer a pena. 

*André Zukerman é diretor da Zukerman Leilões, empresa referência em leilões imobiliários.

Sobre a Zukerman Leilões:
Com mais de 30 anos no mercado, a Zukerman Leilões é especializada na realização de leilões de imóveis de origem judicial e extrajudicial. Parceira das principais instituições financeiras do Brasil, a Zukerman realizou, apenas em 2017, mais de 7.500 leilões de propriedades em todo o território nacional. Com sua plataforma online a empresa possibilita a participação nos leilões remotamente, ampliando e facilitando o arremate de bens para os interessados. Mais informações no site: www.zukerman.com.br 
 
Crédito: Divulgação
Fonte: NB Press Comunicação