A galeria Diretriz Arte Contemporânea participa do evento curitibano, com peças dos dois artistas, nos espaços de Caroline Andrusko e Eliza Schuchovski

A galeria Diretriz Arte Contemporânea estreou na Mostra Artefacto de Curitiba, no dia 13 de agosto, com três esculturas exibidas no ambiente das arquitetas Caroline Andrusko e Eliza Schuchovski. Nesta edição, o evento comemora os 40 anos da marca Artefacto, com o tema “Os destinos mais desejados no mundo”. No total, são 18 ambientes, desenvolvidos por 26 profissionais e equipados com mobiliário da loja.
 
Das três esculturas disponibilizadas pela Diretriz, duas são do artista argentino Alfi Vivern. Nascido em Buenos Aires, ele participou do Instituto Di Tella, que na década de 60 foi conhecido como “viveiro de talentos”. Aos 20 anos, graduou-se como designer na escola Panamericana de Arte, na capital argentina. Nos anos 70, se estabeleceu no Brasil, onde fez aulas com o escultor austríaco Francisco Stockinger. De Vivern, a Mostra Artefacto exibe as esculturas: Elo, em mármore de carrara; e Encontro, em mármore branco. Ambas foram produzidas este ano.
 
A terceira escultura é do artista pernambucano Francisco Brennand. Intitulada Gêmeos Guerreiros, a obra foi desenvolvida em 1986, com argila pintada, vitrificada e queimada em alta temperatura. Brennand nasceu em 1927, no Engenho São João, aos arredores de Recife. O local virou um grande museu ao ar livre, desde 1971, quando o artista iniciou a exposição de suas esculturas cerâmicas no espaço. 
 
Loft Al Arab
As arquitetas Caroline Andrusko e Eliza Schuchoski assinam o Loft Al Arab, inspirado nos Emirados Árabes Unidos, em especial na cidade de Dubai. O espaço está disponível para visitação até abril de 2017, de segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, e aos sábados, das 10h às 14h, na Rua Comendador Araújo, 672. A entrada é gratuita.
 
Foto: Divulgação.
Fonte: Lide Multimídia.