A listagem de itens a serem verificados em cada unidade dos empreendimentos construídos ocupa quatro folhas a serem preenchidas cuidadosamente pelos funcionários, que se colocam no lugar do comprador

Grande parte das reclamações dos compradores de imóveis recém-construídos deriva das falhas de acabamento dentro de casa.
Muitas vezes, ao se mudar, o novo morador percebe pequenos defeitos que vão de um piso irregular ou com caimento errado até portas e janelas desniveladas.

O processo padrão para evitar esse tipo de falha é uma vistoria realizada pelo comprador acompanhado de um engenheiro, para que os itens sejam apontados e corrigidos antes da entrega. No entanto, a curitibana Hyperion Empreendimentos encontrou um novo modo de garantir essa qualidade antes da vistoria final e ainda engajar todos seus colaboradores.

Desde o ano passado, por iniciativa de um dos estagiários da divisão de Qualidade do departamento de Engenharia da organização, vistorias internas passaram a convocar funcionários de diversos departamentos para aprovar ou reprovar itens específicos.


Para a Engª Antonia Bertoli Miraglia, líder do setor de Engenharia da Hyperion Empreendimentos, esse processo é importante e atrai a atenção dos colegas de empresa. “Todas as pessoas que trabalham no escritório têm um objetivo final que, em sua grande maioria, está atrelado às entregas das obras. Integrantes de outros departamentos que não têm um contato direto com nossos produtos, ou mesmo funcionários novos que ainda estão se ambientando na empresa, acham interessante conhecer como ocorrem as construções e gostam de se envolver nesse processo”, conta.

A listagem de itens a serem verificados em cada unidade dos empreendimentos construídos ocupa quatro folhas a serem preenchidas cuidadosamente pelos funcionários, que se colocam no lugar do comprador. O resultado, claro, é uma maior aceitação por parte dos próprios clientes que, ao receberem as chaves de seu novo imóvel, já contam com um acabamento de qualidade superior.

Miraglia explica que nem sempre é possível evitar a reprovação do cliente em todos os itens, uma vez que cada família possui necessidades específicas, mas que o número de aprovações na vistoria final é muito maior agora do que antes das vistorias internas. “Não podemos cobrar de todos os colaboradores uma expertise técnica para apontar questões de engenharia, mas o checklist contempla itens suficientes para evitar falhas de acabamento que possam causar algum desconforto ao novo morador”, pondera a engenheira.

Como resultado, a incorporadora garante uma entrega com mais qualidade, evita problemas corriqueiros de pós-obra, conquista a confiança de clientes e ainda consegue engajar um público interno que, de outra maneira, não teria contato com o resultado de seu próprio trabalho.

Crédito: Divulgação
Fonte: Hyperion Empreendimentos - www.hyperionempreendimentos.com.br