Em um cenário econômico favorável para quem busca oportunidades abaixo do valor de tabela para a compra de um imóvel, não faltam motivos para adquirir um bem em um leilão

Em um cenário econômico favorável para quem busca oportunidades abaixo do valor de tabela para a compra de um imóvel, não faltam motivos para adquirir um bem em um leilão. O principal motivo que impulsiona a busca é o preço, pois é possível encontrar oportunidades com descontos de até 60% em relação ao praticado no mercado, fato capaz de atrair diversos novos interessados.

As condições oportunas fazem com que os consumidores adquiram imóveis em pregões, sejam eles judiciais ou extrajudiciais. Sendo assim, confira 5 dicas que vão ajudar na hora da compra de um imóvel pela internet. 

Estude o mercado
Essa dica pode ser aplicada não só para leilões de imóveis. Entender o cenário e realizar comparativos de valores são essenciais para aumentar sua percepção sobre o negócio. No caso de leilões, por vezes não é possível visitar a casa ou o apartamento por estarem ocupados. O recomendado, entretanto, é conversar com o zelador e moradores do bairro para saber informações, como o valor médio praticado na região, a proximidade de lojas e mercados e o perfil dos atuais moradores. Essas práticas, quando aliadas à consulta frequente de classificados e pesquisas de mercado sobre o valor do metro quadrado e valorização de regiões, permite que o consumidor adquira mais conhecimento sobre o local desejado, possibilitando maior assertividade na decisão. 

Realize os cálculos imobiliários
Ao adquirir um bem por meio de um leilão, calcule os valores envolvidos na transação. Além do arremate, existe uma taxa de 5% sobre o total que deve ser paga ao leiloeiro. Há ainda os registros, ITBI, documentações, valor de IPTU, condomínio e é preciso considerar uma reserva para possíveis reformas. Tudo isso vai ajudar o comprador a decidir se realmente vale a participação do leilão. Para os compradores que têm interesse em adquirir um imóvel como forma de investimento, os custos referentes à venda e comissões de locação devem ser considerados, possibilitando que o investidor pondere os valores e consiga antever a porcentagem estimada de lucro.

Mantenha o controle emocional
Participar de leilões é empolgante e uma vez que o lote é arrematado, não é possível desistir da compra. Por isso, mantenha o controle emocional e não se permita ultrapassar o valor que já havia sido definido anteriormente em seu planejamento pessoal. Por se tratar de um pregão, é necessário que os compradores já possuam a mentalidade que o imóvel pode ser arrematado por outra pessoa, e que isso não deve ser motivo de desequilíbrio. Por esse motivo, estabelecer um limite para realizar lances e se manter dentro dele é essencial.

Leia o edital
Cada leilão possui seu próprio edital e condições diferentes. Além disso, no documento constam todas as informações importantes referentes ao leilão, como se o imóvel já está envolvido em algum processo judicial, se está ocupado, se possui dívidas e também as condições de pagamento.

Consulte um advogado
Contar com um profissional especializado desde o começo é primordial, pois ele será responsável pela análise do edital, podendo se antecipar às necessidades para a habilitação e sanando todas as dúvidas dos consumidores.
É inegável que os leilões on-line chamam a atenção de novos clientes. No entanto, é preciso estar ciente e habilitado para participar. Seguindo essas dicas, seu envolvimento ocorrerá sem percalços e suas chances serão ainda maiores. 

Foto: divulgação
Fonte: André Zukerman é diretor da Zukerman Leilões, empresa referência em leilões imobiliários.