Lifestyle

Energia solar no inverno: como é o desempenho de paineis solares na estação mais fria do ano

Veja o que muda em termos de geração de energia solar durante o inverno e como escolher o melhor tipo de painel solar para reduzir os gastos com a conta de luz.

Com a chegada do inverno e as baixas temperaturas, especialmente em cidades do Sul e do Sudeste do país, muitas pessoas alteram seus hábitos de consumo de energia para o maior conforto. Chuveiros, aquecedores, ferros de passar e secadoras de roupa e de cabelo são alguns dos utensílios utilizados com mais frequência nesta época do ano. Somado às mudanças de consumo de energia no inverno, nos últimos seis anos as tarifas de energia subiram 499% de acordo com o Ministério de Minas e Energia (MME). Para diminuir o impacto dos custos com a conta de luz no final do mês, uma dica é investir em painéis solares que podem reduzir em até 95% o valor pago à distribuidora, dependendo das configurações escolhidas e do tipo de painel.

O ângulo de instalação do sistema é um dos fatores que podem influenciar na performance dos painéis solares.

“É comum as pessoas acharem que em dias de muito frio não há produção de energia solar. No entanto, os módulos continuam gerando energia com grande parte da sua capacidade, pois o efeito fotovoltaico acontece sob a presença de luz. Ocorre que em regiões mais afastadas da linha do equador pode haver mudança em termos de desempenho de geração de energia por conta do período de exposição à luz solar que é menor no verão”, conta o diretor comercial da Tek Energy Douglas Salgado.

O diretor comercial da Tek Energy, Douglas Salgado.

Segundo o especialista todos podem gerar energia solar independentemente da região onde se encontram, prova disso é o crescente número de sistemas instalados em Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e em outros estados brasileiros.

Transformar a luz do sol em energia não poluente e inesgotável é o futuro.

Hoje, ao adquirir a tecnologia o consumidor tem alcançado o retorno do valor investido em um período entre 4 e 8 anos, e não precisa se preocupar com gastos energéticos durante o tempo de vida útil do sistema fotovoltaico que pode ultrapassar os 25 anos, dependendo da tecnologia escolhida. Outro aspecto a ser considerado é que o imóvel que possui o sistema tem uma valorização de até 8%. Essas vantagens aliadas aos aumentos constantes nas tarifas relacionadas à conta de luz e as facilidades de financiamento colocadas à disposição do consumidor fizeram com que o número de unidades instaladas no país aumentasse consideravelmente nos últimos dois anos”, complementa.

Temperatura, posição e radiação: dicas para instalar o painel solar
Ao adquirir um sistema fotovoltaico é importante que a pessoa interessada considere fatores que podem influenciar na performance dos painéis solares como é o caso da temperatura e do ângulo ideal para a instalação do sistema. “A temperatura ideal para o melhor desempenho dos painéis fotovoltaicos é de aproximadamente 25°C graus, porém mesmo com grandes variações de temperatura eles são capazes de gerar energia. O desempenho vai depender da tecnologia escolhida, além da intensidade da radiação, a umidade do ar e o período de exposição ao sol. Por isso, ao buscar alternativas para amenizar o valor na conta de luz é importante contar com o auxílio de empresas especializadas, além de comparar as opções de sistemas existentes no mercado e entender a necessidade em termos de design do empreendimento”, diz o diretor comercial da Tek Energy Douglas Salgado.

Tecnologia com alta resistência a variação de temperatura
Com melhor desempenho em condições adversas como é o caso do frio ou do calor intenso, a tecnologia feita de Telureto de Cádmio tem conquistado os consumidores, especialmente em regiões mais distantes à linha do equador como é o caso do Sul e do Sudeste do país.

“A tecnologia alemã inédita ao Brasil, semelhante à pele de vidro, vem chamando a atenção de indústrias, residências e setores como a construção civil por aliar a beleza, funcionalidade e sustentabilidade à performance. É um painel solar que possui melhor performance com a luz refletida, sendo ideal para os dias nublados. Também é indicado para ambientes urbanos onde há um alto consumo de energia e pouca superfície para a instalação de painéis porque pode ser instalado na fachada de edifícios. Além disso, como a película fotovoltaica fica entre duas lâminas de vidro, não sofre menos interferência pelas intempéries com o passar dos anos”, explica.

A tecnologia feita de Telureto de Cádmio, semelhante à pele de vidro, possui alta resistência à variação de temperatura e tem conquistado os consumidores.

Sobre a Tek Energy
A Tek Energy é uma joint venture entre a Tecc4 (Energia e Telecomunicações) e a Tek Trade (trading) voltada para o suporte à integração de sistemas solares fotovoltaicos. Atua em parceria com escritórios de arquitetura e engenharia para oferecer soluções customizadas em energia solar para residências, condomínios, empresas e indústrias. É representante das marcas mais conceituadas no mercado internacional como o painel solar de tecnologia alemã Calyxo.
Foco no cliente, atualização tecnológica, customização de soluções, sustentabilidade e racionalização dos custos são os pilares do trabalho desenvolvido pela Tek Energy em Santa Catarina, e nos canais de vendas nos estados do Paraná e do Rio Grande do Sul.

Mais informações: https://www.tekenergy.ind.br/

Crédito: Divulgação
Fonte: Rotas Comunicação

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar