Indústria Imobiliária

Obra do Express Mall Champagnat é exemplo do aprimoramento da construção civil em Curitiba

Sustentabilidade no canteiro de obras e emprego de tecnologias de última geração: empreendimento da Invescon estreia utilização de Business Intelligence.

 

Batizada de Express Mall, a marca de strip malls criada pela Invescon, reconhecida pela atração de franquias de comércio e serviços, que já conta com quatro empreendimentos em operação e outros quatro em desenvolvimento, ganha relevância pelas boas práticas no canteiro de obras e pela tecnologia de última geração empregada no planejamento das obras do Express Mall Champagnat.

Com entrega prevista para o último trimestre deste ano, a obra que conta com o Burger King como loja âncora, iniciada em janeiro de 2019, e localizada entre a Rua Jerônimo Durski e a Avenida Martim Afonso, lista uma série de adventos que evidenciam a preocupação com os colaboradores da obra, com a comunidade do entorno e com o meio ambiente.

A obra ficou a cargo da RAC Engenharia, empresa que detém o prédio com pontuação máxima LEED Platinum na América Latina, e que vem colaborando com a visão de futuro que transformou o canteiro de obras do Express Mall Champagnat numa obra eficiente do ponto de vista da sustentabilidade. A começar pela placa com painel fotovoltáico que identifica a assinatura da empresa no endereço. Mas é no dia a dia da equipe de obra que as melhorias são sentidas e comemoradas. A começar pela horta comunitária plantada dentro do canteiro, que hoje agrega valor ao almoço de quem bate ponto na obra e o entendimento de que as espécies nativas precisam ser cuidadas e protegidas adequadamente das atividades da obra. Ainda para quem confere o dia a dia atrás dos tapumes, há uma via demarcada para pedestres, um fumódromo (fora do canteiro) e proteção dos bueiros, uma medida de segurança. Da perspectiva da comunidade, quem passa por ali já percebeu as lixeiras externas que incentivam a separação do lixo. O acesso da obra também está sempre limpo, livre de sedimentos. O reaproveitamento de água pluvial é responsável por lava as rodas dos caminhões e as botas dos funcionários. A varreção é feita com umidificação, uma prudência que evita levantar poeira. “Temos orgulho em afirmar que o Express Mall segue todas as diretrizes de uma obra certificável”, comenta o engenheiro civil Ricardo Cansian.

Especialista em modelagem da informação para construção

Outro ponto de reflexão que soma pontos para o desenvolvimento da construção civil no Brasil é que desde 2016 a RAC Engenharia atua com uma ferramenta de operações de design multidimensional para criação e construção de projetos, que terá seu uso obrigatório somente a partir de 2021. Segundo Cansian, a plataforma BIM (Building Information Modeling) ou Modelagem da Informação da Construção, em português, permite uma entrega com mais qualidade por um custo menor e as vantagens envolvem todo o ciclo de vida da obra, desde os estudos de viabilidade, passando pela construção virtual do projeto em 3D. “Esse é o terceiro mall que construímos para a Invescon com a inteligência dessa modelagem. Os dois primeiros foram o Express Mall Ucrânia e Fagundes Varella”, acrescenta.

Visão de futuro

Mas a novidade aplicada ao Express Mall Champagnat também estreia um novo capítulo na construção civil em Curitiba: a utilização da plataforma de gestão Business Intelligence (BI). “Não é de praxe a utilização do BI pelas construtoras. Ainda são poucas no país que se valem deste recurso que favorece a tomada de decisões. A indústria sempre contou com indicadores, mas as ferramentas mais antigas dificultavam a extração das informações. Hoje o BI favorece a organização, análise, compartilhamento e monitoramento de informações em tempo real. Ele consegue transformar uma quantidade volumosa de dados brutos em informação relevante para as tomadas de decisões estratégicas”, sugere Ricardo Cansian.

Com essa adesão à ferramenta pela Invescon, empresa paranaense especializada em investimentos imobiliários com foco em renda e ganho de capital, a ideia é garantir benefícios competitivos para o empreendimento e o BI traz aferições mensais e de sustentabilidade para o canteiro do Express Mall. “Temos um consultor de segurança que faz visitas a cada 15 dias na obra. Sua responsabilidade consiste em checar se os guarda-corpos estão corretos, se as áreas de trabalho mais restritos estão isoladas, além de conferir se os índices previstos desde o início da obra, por relatórios fotográficos, estão sendo realizados dentro dos prazos estabelecidos”, contempla o engenheiro da RAC, Carlos German.

Segundo Luis Napoleão Filho, CEO da Invescon, tanto a utilização da modelagem BIM como a gestão do BI tornam a obra do Express Mall um projeto especial. “Identificamos um fornecedor que ampliou nossos horizontes em termos de tecnologia. Hoje temos satisfação de apresentar uma obra inteligente, padronizada, ágil e com zero desperdício. Todas estas medidas influenciam na cadeia e no setor como um todo”, salienta o empresário.

“Como o projeto já vai para a obra virtualmente construído, graças à plataforma BIM, conseguimos resolver tudo antecipadamente. Nosso planejamento é aplicado à área de logística. As peças chegam no canteiro no dia e horário que serão utilizadas. Ou seja, nada fica parado ou sem utilização antes da hora”, conclui German.

Crédito: FOIM
Fonte: Verso THT – Comunicação Arte

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar