Indústria Imobiliária

Fachadas abertas podem inibir assaltantes

Uso de gradil de difícil escalada é uma das alternativas para dificultar o trabalho dos assaltantes

 

O número de roubos a residências e condomínios tem crescido nas grandes cidades. O estado de São Paulo, o mais populoso do Brasil, registrou 1.300 crimes entre janeiro e abril de 2018, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e da Lei de Acesso à Informação (LAI). O Rio de Janeiro, também bastante populoso, teve crescimento nos assaltos no início do ano. Dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) apontam aumento de 70%.

Apesar de toda a tecnologia aplicada, os assaltantes continuam invadindo as propriedades privadas. “Essas pessoas estudam a rotina das famílias e as falhas de segurança dos imóveis para efetuarem um assalto bem-sucedido. Se estiverem mascarados, o sistema de câmeras não os identificará”, explica Flávia Lopes de Castro, arquiteta da Belgo Bekaert Arames.

Há medidas simples que contribuem para inibir assaltantes. O uso de muros abertos é uma delas. “Os donos dos imóveis pensam que muros fechados oferecem mais segurança, quando, na verdade, instigam assaltantes a pularem atrás de objetos valiosos. Uma vez dentro, ninguém que passa pela rua nota a movimentação estranha na casa ou no condomínio”, explica.

Uma alternativa é dificultar a escalada. A Belgo Bekaert conta em seu portfólio com o Gradil Belgo Securifor . “Leva esse nome justamente porque oferece mais segurança. A malha é mais fechada, o que impossibilita a escalada, pois não há espaço para firmar os dedos das mãos e os pés. O formato também dificulta a utilização de ferramentas de corte, ao mesmo tempo em que permite total visibilidade de quem está dentro dos imóveis e também de quem está fora”, explica Flávia.

Além de seguro, o Gradil Belgo Securifor é esteticamente bonito e valoriza o imóvel e os condomínios. Também é recomendado para outros tipos de imóveis, incluindo estádios esportivos, empreendimentos comerciais e industriais, terminais rodoviários, aeroportos, metrôs, escolas e universidades.

 

 

Aditivo: De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp-PR), em 2017 foram registrados 3.689 furtos e 192 roubos a residências no litoral do Paraná, totalizando 3.881 ocorrências. Aumento de 12% entre 2016 e 2017 (de 2018 ainda não tem porque o ano não se encerrou ainda).
Já a região Metropolitana de Curitiba teve queda: -31,5% no primeiro trimestre deste ano comparado com o mesmo período do ano anterior.

Sobre a Belgo Bekaert
A Belgo Bekaert Arames é resultado de uma joint venture entre o maior grupo siderúrgico do mundo, a ArcelorMittal S.A., e o maior produtor mundial de arames, a N.V. Bekaert. É líder no mercado brasileiro de arames e possui unidades em Contagem e Sabará (MG), Osasco e Hortolândia (SP) e Feira de Santana (BA). Comercializa produtos para a agricultura, pecuária, construção civil, energia e telecomunicações, gás e petróleo, indústria automobilística, de máquinas, de linha branca, naval e moveleira. Acesse: www.belgobekaert.com.br. Informações sobre produtos no 0800-727-2000.

Crédito: Divulgação
Fonte: Texto Comunicação Corporativa

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar