Indústria Imobiliária

Controlador da MRV fará versão brasileira da CNN

O empresário Rubens Menin, fundador e presidente do conselho da MRV Engenharia, a maior incorporadora do país, vai lançar a versão brasileira do canal americano de notícias CNN. Ele disse ao Valor que serão contratadas 800 pessoas, sendo 400 jornalistas.

Menin será o presidente do conselho da nova empresa que vai administrar a CNN no Brasil. Douglas Tavolaro, que por 15 anos trabalhou na Rede Record sendo os últimos 10 como vice-presidente de jornalismo, será o presidente da operação. Tavolaro é sobrinho biógrafo de Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da Record.

Este é um momento muito importante para o Brasil. Sempre defendi que líderes empresariais precisam fazer algo a mais, disse Menin ao Valor. No entendimento do empresário, é preciso ajudar a construir a imagem internacional do Brasil, divulgando também as coisas boas que acontecem aqui.
Para Menin, o maior desafio atual do país é tornar-se uma nação por meio da união da população em torno de objetivos comuns.

A CNN Brasil não terá, de acordo com o empresário, nenhuma relação com o governo, mas com o Brasil. Nos EUA, a CNN é uma ferrenha opositora do presidente Donald Trump. No Brasil, faremos um jornalismo sério, com padrões éticos e compromisso com a verdade, afirmou Menin.

A operação foi montada no modelo de licenciamento de marca. Isso significa que a Turner, dona da CNN, não terá participação na operação, no comercial, nem na linha editorial do canal. Pelo acordo, a CNN Brasil poderá usar conteúdo de outros canais da rede, como o CNN em Español, que pertence à Turner. Outros canais também poderão acessar suas produções.

A expectativa é que a Turner fique responsável pela distribuição do canal junto às operadoras de TV. No comunicado, a nova companhia informa que a CNN Brasil estará disponível para assinantes da TV paga como um canal 24 horas e também diretamente para os consumidores, por meio das plataformas digitais, mas não dá detalhes.

O lançamento de um serviço em português da CNN é alvo de especulação há anos. A CNN chegou a estudar o assunto e a negociar com as emissoras Record e RedeTV.

A CNN Brasil será lançada nacionalmente com escritório em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Brasília e terá correspondentes no exterior. A expectativa é que o canal comece a operar antes do fim do ano. Nos próximos meses, diversas atividades serão desenvolvidas para preparar a infraestrutura, identidade de marca e conteúdo, recrutar e treinar jornalistas e equipes de produção, informou a companhia.

Crédito: Divulgação
Fonte: Valor OnLine

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar