Indústria Imobiliária

A onda dos contêineres: o ás dos transportes que virou coringa no comércio e em projetos arquitetônicos

De banheiros em canteiros de obras a bares, motel, cafeteria, minimercado e parque de diversões, conheça negócios e empreendimentos baseados nas grandes caixas de metal

 

O século XX foi o período que trouxe maiores transformações no modo de vida humano em toda a existência da espécie. Como consequência das Grandes Guerras da primeira metade do século – os maiores conflitos armados da História – e do advento da internet, que modificou a forma como as pessoas se comunicam, se relacionam, se divertem e até fazem compras, a quantidade de inovações surgidas nos últimos 100 anos é imensurável.

Entre as tantas invenções revolucionárias está o… CONTEINER! É provável que você nunca tenha parado para pensar, mas esta gigantesca caixa de metal foi, sim, uma revolução no transporte de cargas. Durante milhares de anos, os seres humanos desbravaram os mares do planeta transportando os mais variados tipos de produtos sem qualquer organização, armazenando as cargas da maneira que fosse possível distribuí-las nas embarcações.

Até que, nos anos 1950, o jovem motorista norte-americano Malcom McLean, dono de uma pequena empresa de transportes, observava o embarque de fardos de algodão no porto de Nova Iorque. A lentidão do processo incomodava McLean, que pensou na possibilidade de armazenar os fardos e em grandes caixas de aço que pudessem, depois de previamente carregadas, serem içadas aos navios. Medindo 35x8x8,5 pés, nasceu ali aquele que hoje conhecemos como contêiner intermodal, transportável em navios, caminhões e trens.
Mais recentemente, pessoas comuns e empresários dos mais variados segmentos enxergaram nas grandes caixas de metal novas possibilidades de exploração. Em vários países, contêineres são usados em arrojados projetos residenciais, em razão de suas características sustentáveis, do menor tempo de produção e, principalmente, pelo fato de uma casa construída com o material ser em média 30% mais barata do que uma construção tradicional.

E não há limites para a imaginação no uso residencial dos contêineres. No Peru, por exemplo, o TRS Studio desenvolveu um projeto de habitação de baixo custo. O módulo unifamiliar é baseado em um contêiner e foi construído com materiais resistentes que envolvem baixo custo e baixo impacto ambiental. Já em Queensland, na Austrália, o arquiteto Todd Miller projetou uma luxuosa mansão com nada menos que 31 contêineres. Com 557 metros quadrados de área construída, a casa tem três andares, quatro quartos, quatro banheiros, sala de estudos, home-office, piscina e até uma academia.

No Brasil, além de servirem como base em residências sofisticadas e sustentáveis, os contêineres são usados para diversas aplicações, como banheiros de construções, cafeterias, motel, bares, cervejarias, minimercado e até parque de diversões. Conheça alguns casos onde os contêineres são utilizados comercialmente.

Contêiners em canteiro de obras
A Casa do Construtor conta com três lojas no formato contêiner, nas cidades de Ponta Porã/MS e Medianeira/PR e Aparecida/SP. Além disso, também aluga outro formato de contêiner, desmontável e modular, que serve para a organização e o armazenamento de materiais e ferramentas nas obras.
A empresa é a maior locadora de equipamentos de pequeno porte para construção civil, jardinagem e limpeza com lojas em todo o Brasil, a empresa responsabiliza-se pela manutenção completa dos equipamentos. Saiba mais em http://www.casadoconstrutor.com.br.

Bar
O Espaço Havilá, mais novo complexo gastronômico de Curitiba, conta com o Container Brahma Express. O negócio funciona em formato de franquia.
Saiba mais em www.ambev.com.br e http://havila.com.br.

Cafeteria
A Café Container, de Campinas (SP), consolidou-se como referência no interior paulista nesse segmento da bebida. Neste ano, conquistou o quarto troféu da categoria “melhor café” segundo a revista Veja São Paulo.
Saiba mais em www.cafecontainer.com.br.

Cervejaria
A cervejaria Startup Brewing, de Itupeva (SP), inaugurou um contêiner com autosserviço de cervejas. Com 20 torneiras instaladas, além de duas para água, o contêiner está no Beer Garden da cervejaria.
Saiba mais em http://startupbrewing.co.

Chocolateria
A Kopenhagen conta com um contêiner itinerante da marca. Quem passa pelos locais onde a estrutura é alocada pode conhecer todo o mix de produtos da empresa, incluindo chocolates e cafés.
Saiba mais em www.kopenhagen.com.br.

Minimercado
O Grupo Pão de Açúcar (GPA) deve abrir seis unidades da bandeira Minuto Pão de Açúcar em contêineres. As lojas serão inauguradas em São Paulo e terão tecnologias de reconhecimento facial, “self-checkout” e “scan & go”, em que o cliente escaneia os produtos em aplicativo para pagamento online e não precisa passar no caixa.
Saiba mais em www.paodeacucar.com.

Motel
Em Manaus, um empresário criou o Motel Inn Box, com cerca de 30 contêineres divididos entre quartos, recepção e cozinha. Cada quarto possui cama, banheiro, TV, secador e alguns com banheira de hidromassagem.
Saiba mais em http://www.facebook.com/motelinnbox.

Parque de diversões
Voltada para o entretenimento infantil, a ToyCompany criou um miniparque de diversões itinerante que funciona dentro de um contêiner. Com sede em Guaramirim (SC), a empresa atua em shoppings, com parques fixos, itinerantes e também parques licenciados de filmes e desenhos animados.
Saiba mais em http://toycompany.net.br.

Crédito: Divulgação
Fonte: Economídia

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar