Artigos

Os quatro passos para arrematar o imóvel dos seus sonhos em 2019

Por André Zukerman*

Realizar o sonho da casa própria costuma ocupar o topo da lista de desejos da grande maioria dos brasileiros.

No entanto, tornar esse sonho uma realidade não costuma ser fácil: é preciso procurar com determinação nas imobiliárias e encontrar formas de pagamento que entrem no orçamento das pessoas. Contudo, uma alternativa cresceu nos últimos anos por ser uma modalidade rápida, segura e barata para comprar um imóvel. Os leilões oferecem negócios vantajosos a preços acessíveis e atrai mais interessados.

Confira quatro passos para arrematar a casa dos seus sonhos por meio de um leilão em 2019:

1 – Leia atentamente o edital
Antes de pensar em dar lances e se habilitar no lote desejado, é essencial que o interessado leia todos os pontos do edital referente ao leilão. É neste documento que estarão todas as informações referentes à negociação, incluindo características do imóvel, condições de pagamento, data e hora do pregão, entre outros itens. Essas questões precisam ficar claras ao usuário para que ele consiga identificar as melhores ofertas.

2 – Veja as condições de pagamento
O preço é um indicativo importante, sem dúvida, mas não pode ser o único. Levante as condições de pagamento: cada lote tem uma peculiaridade, que deve ser conferida anteriormente. Há possibilidade de desconto no pagamento à vista, parcelamentos diversos e até financiamento de instituição financeira e uso do FGTS. Além disso, a recomendação é ter conhecimento do valor que será desembolsado na transação, contabilizando todos os gastos, como a comissão ao leiloeiro (5% do valor do arremate), documentações, ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis), escritura, possíveis reformas e dívidas e até o custo com desocupação em alguns casos.

3 – Conheça o imóvel que deseja adquirir
Antes de comprar qualquer coisa, a recomendação é conhecer e analisar bem o produto, não é mesmo? Com os leilões não é diferente. Antes de dar lances, tente conhecer bem o local do imóvel que deseja adquirir. Bens desocupados podem permitir até visitas. Já casas e apartamentos ocupados não permitem essa facilidade. Mesmo assim, tente pelo menos visitar a região para ver se é realmente o que está sendo buscado por você.

4 – Tenha toda a documentação em mãos
Ao dar lances no imóvel dos seus sonhos, já deixe separado a documentação necessária para realizar o pagamento depois. Para se cadastrar em uma plataforma e conseguir participar de leilões é simples: basta enviar cópia do RG, CPF e do comprovante de residência. Depois de conseguir arrematar um bem, o usuário precisa apresentar também a Certidão de Nascimento ou Casamento, RG e CPF do cônjuge (se for casado), a última Declaração do Imposto de Renda, extrato bancário e holerite dos últimos três meses.

*André Zukerman é diretor da Zukerman Leilões, empresa referência em leilões imobiliários.

Crédito: Divulgação
Fonte: Releases Press

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar