Artigos

Férias: segurança e comodidade remota para a residência

Até mesmo smartphone pode ajudar no controle de acessos de visitantes e moradores

 

Férias e festas de fim de ano são a combinação perfeita para relaxar, descansar e comemorar, certo? É verdade, mas é também a combinação perfeita para os assaltos e roubos a condomínios, sejam aqueles que ficarão vazios ou aqueles que receberão um grande número de “visitantes”, turistas da época.

Por isso, as portarias são o item mais importante para manter a segurança desses lugares, casas ou apartamentos, podendo evitar as ações criminosas e histórias indesejáveis para serem contadas na posterioridade.

As regras de prevenção, continuam as mesmas: fechar bem portas e janelas, evitar a divulgação de seus planos para a época do ano com terceiros, autorização na portaria sobre prestadores de serviço que possam entrar, entre outros. Mas a tecnologia proporcionada pela portaria remota chegou para mudar e colaborar um pouco mais deste cenário no Brasil. Até mesmo através do smartphone é possível ter um controle maior sobre os registros do que acontece no condomínio.

Quem possui uma portaria remota no condomínio pode sair tranquilo para curtir os dias de descanso com a família. Isso porque a ela possui um aplicativo que pode ser acessado de qualquer lugar pelo morador e permite ver quem entrou e saiu de “sua casa”, com registro de biometria e horários. Ou seja, além dos registros efetuados pela câmera — que são enviadas junto da biometria — e registros de acessos à central de monitoramento, para se liberar a entrada de um prestador de serviço ou visitante são necessárias muitas manobras, talvez até impossíveis de se passar sem ser percebido. Se um casal pretende viajar e deixar seus filhos sozinhos em casa, por exemplo, podem constantemente monitorar os momentos que eles saem e entram do condomínio.

Para cada condomínio é feito um estudo e análise dos pontos que devem ter mais atenção, pontos que precisam ser mudados ou adaptados, para fortalecer a segurança do local. Afinal, é exatamente isso que faz a essência da portaria remota — e a redução de custos ao condomínio vem ao longo do tempo, quando este não precisará mais fazer orçamentos e cotar serviços de terceiros para arrumar um portão quebrado, por exemplo. Isso já está incluso no serviço da portaria remota.

A central de monitoramento está sempre “on-line”, assim como o morador pelo aplicativo, pronta para atender a qualquer tipo de ocorrência em 24h — não é por menos que a procura por essa tecnologia vem crescendo, ainda que lentamente. Esse modelo gera uma economia de 50% ao condomínio ou 22 vezes menos intervenção humana no processo de controle de acesso do condomínio, o que minimiza consideravelmente o risco de segurança por erros e falhas humanas, que é o principal fator para roubos e furtos. E mesmo assim, apesar de todas as vantagens, apenas 2.500 condomínios no Brasil têm esse modelo de portaria; e somente 800 em São Paulo, a maior cidade do nosso país. Ainda há muito o que crescermos em conhecimento e tecnologia.

 

Artigo de:
Walter Uvo, especialista em tecnologia de segurança de condomínios da MinhaPortaria.com

Crédito: Divulgação
Fonte: Estilo Press Assessoria de Imprensa

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar