Artigos

Comprar imóveis ainda é um bom investimento!

Por André Zukerman*

O que você faz quando consegue guardar um dinheiro no fim do mês? Embora muitos não resistam à tentação e resolvem gastar, a boa prática financeira reforça a importância de fazer investimentos para garantir uma renda extra e fazer com que os principais objetivos de vida sejam alcançados, como casa própria, viagens, estudos, entre outros. Entre as modalidades de investimento, a aquisição de imóveis segue entre as preferidas no Brasil principalmente pela popularização dos leilões nos últimos anos.

Dentre os brasileiros que realizam algum tipo de investimento, a compra de casas, apartamentos ou terrenos é a segunda opção escolhida pelas pessoas, de acordo com pesquisa conduzida pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). No total, 28,8% possuem um imóvel, índice inferior apenas à caderneta de poupança, com 69,5%, e à frente de previdência privada, fundos de investimento e moeda estrangeira.

Independentemente de crise econômica, a aquisição de imóveis sempre foi considerada uma forma segura de investimentos por conta do risco reduzido envolvido na transação.

Não é à toa que está atrás apenas da poupança na preferência dos brasileiros. A chance de perder dinheiro por fatores externos é bem menor.

Entretanto, a chance de fazer um bom negócio passa, principalmente, pela capacidade da pessoa de identificar boas oportunidades e, claro, realizar um bom planejamento. Há diversos pontos que envolvem a compra de uma casa ou apartamento. O mais importante deles é o recurso necessário para arcar com esse investimento a curto, médio e longo prazo. Além disso, é necessário ter em mente quais seus objetivos com aquele bem específico. Há pessoas que desejam revender no futuro e outros que querem colocar para alugar. Tudo deve ser analisado antes da compra.

Assim, o leilão apresenta-se como uma oportunidade única de negócio na hora de adquirir um imóvel. Essa modalidade chega a oferecer bens com valores até 60% abaixo dos praticados no mercado imobiliário por conta de suas peculiaridades. Ainda que possam existir dívidas e reformas relacionadas ao imóvel, as vendas de casas e apartamentos nesse mercado estão crescendo porque se tornaram uma forma interessante de aquisição. O setor está mais conhecido, as pessoas se informam mais e, dessa forma, o que era restrito às empresas e investidores se tornou viável para todos.

Portanto, na hora de escolher um bom investimento para conseguir uma renda extra no futuro, mantenha a compra de imóveis como uma opção viável – mesmo que o cenário econômico não esteja favorável. Graças aos leilões, é possível encontrar boas ofertas, tanto em relação ao preço quanto à localização do bem. Com o mercado crescendo ano a ano, as melhores oportunidades também irão se multiplicar no futuro.

*André Zukerman é diretor da Zukerman Leilões, empresa referência em leilões imobiliários.

Sobre a Zukerman Leilões:

Com mais de 30 anos no mercado, a Zukerman Leilões é especializada na realização de leilões de imóveis de origem judicial e extrajudicial. Parceira das principais instituições financeiras do Brasil, a Zukerman realizou, apenas em 2017, mais de 7.500 leilões de propriedades em todo o território nacional. Com sua plataforma online a empresa possibilita a participação nos leilões remotamente, ampliando e facilitando o arremate de bens para os interessados.

Mais informações no site: www.zukerman.com.br

Crédito: Divulgação
Fonte: NB Press Comunicação

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar