Arquitetura

Arquiteta dá 5 dicas simples para ter uma casa sustentável

Sustentabilidade é um tema que vem ganhando cada vez mais importância na vida das pessoas e engana-se quem pensa que ter uma casa ecologicamente correta é uma tarefa difícil. É possível utilizar alternativas menos agressivas ao meio ambiente nos materiais escolhidos para a decoração com criatividade e bom gosto, além de reduzir os custos tornando tudo mais sustentável e econômico.

Estudo realizado pelo Green Building Council Brasil (GBC) aponta que o Brasil é o quarto país do mundo com o maior número de obras certificadas por sustentabilidade, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, China e Emirados Árabes Unidos. Porém, essa prática ainda é adotada predominantemente em empreendimentos comerciais.

A arquiteta Cris Gusmão, especializada em design e arquitetura de interiores, defende o uso de soluções sustentáveis para decorar qualquer ambiente. “Ter uma casa mais ecológica significa ter um ambiente mais leve e com um menor impacto ambiental. A mudança e a prática da consciência sustentável acontecem a partir dos materiais escolhidos para a decoração”, diz Cris. Para quem quer aderir a tendência, a arquiteta selecionou algumas dicas fáceis de aplicar para conquistar a sonhada casa em harmonia com o meio ambiente. Confira:

1 – Invista no telhado verde

Se você quer deixar a sua casa mais ecologicamente correta, além de reduzir o consumo do uso do ar-condicionado nos dias mais quentes, é possível implementar o telhado verde no sistema térmico, que é feito de material vegetal igual a um jardim suspenso. Ele absorve 90% a mais o calor do que os telhados comuns feitos de cerâmica e evita que o ambiente interno fique quente.

Outra opção é o uso de plantas nas coberturas e no entorno da casa, que é mais simples e exige menos trabalho. Isso ajuda e a absorver a água das chuvas e a produzir oxigênio, melhorando a qualidade do ar. É importante escolher espécies adaptadas ao clima de cada região, pensando na demanda de água para irrigação.

2 – Use tintas ecológicas

Quando você tiver que pintar a casa, opte por tintas ecológicas. As cores são grandes aliadas de quem quer dar uma cara nova para um ambiente sem ter que fazer quebradeiras. Mesmo sendo de 10 a 20% mais caras que as tintas tradicionais, as ecológicas compensam, pois não geram poluição na atmosfera, não destroem a camada de ozônio, não agridem o meio ambiente e não oferecem risco à saúde de quem aplica a tinta ou de quem usará o espaço que recebeu a pintura. Ao invés de solvente, as tintas ecológicas, que podem ser minerais ou vegetais, não utilizam componentes sintéticos e são produzidas a partir de pigmentos naturais, resultando em resinas acrílicas de alta qualidade e baixo odor.

3 – Escolha torneiras, chuveiros e vasos sanitários que reduzam o consumo de água

Fique atento às torneiras, aos chuveiros e vasos sanitários que você usa em sua casa. Há no mercado dispositivos de baixo fluxo que são utilizados para reduzir o consumo de água quase pela metade. O arejador, por exemplo, é um acessório inserido no bico das torneiras e misturadores que adiciona ar ao jato de água. Ele diminui o volume do jato em até 50%, mas garante que saia água suficiente para o uso e que haja economia na conta do mês. Existem torneiras que já são vendidas com o anel, mas também é possível comprá-lo avulso, basta conferir se o encaixe é compatível com a torneira da sua casa. É uma excelente opção para ajudar a criar um banheiro ou lavabo sustentável, pois mantém a pressão e o fluxo homogêneos, evita desperdício de água, além de ser barato e de fácil instalação.

4 – Reutilize os móveis

Outra dica que vai ajudar a ter uma decoração mais sustentável é reutilizar os móveis e objetos que você já possui em casa. Use a criatividade para reaproveitar coisas que já possui e não utiliza e dê seu próprio toque à peça. Um móvel antigo reformado cabe tanto em decorações modernas como em mais clássicas. Procure usar uma cor que harmonize com o ambiente e evite exageros. Uma poltrona ou mesinha de centro são suficientes. No caso de uma decoração rústica ou vintage, peças usadas são perfeitas. Evitando comprar novos objetos e produzir mais lixo você também contribui para o meio-ambiente.

5 – Utilize móveis de madeira de reflorestamento

Se você optar pela utilização de objetos e móveis de madeira, certifique a origem do material. É imprescindível que a madeira utilizada seja proveniente de reflorestamento e tenha o selo SFC Brasil, ou seja, florestas que são plantadas com a finalidade de extração da madeira. Desta forma, você desestimula o desmatamento de áreas fundamentais para a sobrevivência humana, além de ajudar a preservação do planeta.

Sobre Cris Gusmão
Com 17 anos de experiência, a curitibana Cris Gusmão é arquiteta com especialização em design e arquitetura de interiores. Graduada na Universidade Federal do Paraná, a profissional é hoje uma das mais respeitadas da Flórida (EUA) e assina projetos em Miami, Boca Raton, Tampa e Orlando, onde vive há quatro anos e comanda uma equipe de 20 pessoas com alta expertise.

Crédito: Divulgação
Fonte:  CM Comunicação Corporativa

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar