Arquitetura

Aprenda a decorar apartamentos pequenos otimizando o espaço

Carolina Ouro, que elaborou vários projetos de decoração junto à Cury Construtora, dá dicas para imóveis com metragens menores

 

Apartamentos pequenos estão se tornando cada vez mais comuns, especialmente nas cidades grandes, onde a demanda por esse tipo de empreendimento é crescente. Segundo dados do Secovi – SP, entidade que representa o setor imobiliário, os imóveis com menos de 45m² representaram 42,6% das unidades lançadas na capital paulista, no último ano. Com espaços reduzidos, é necessário usar a criatividade para dar função a cada precioso metro quadrado.

 

Segundo a arquiteta Carolina Ouro, que idealizou vários decorados junto à Cury Construtora, quanto menor o apartamento, maior deve ser o cuidado com o projeto. Por isso, a profissional listou algumas dicas que podem ajudar quem busca aproveitar melhor a metragem do seu imóvel:

– Use bem a iluminação de forma que o ambiente fique mais claro, como por exemplo, luzes no teto, na parede, na marcenaria, e etc;

– Utilize marcenaria planejada, como armários e portas de correr;

-É aconselhável o uso de caixas organizadoras, pois, assim é possível armazenar mais objetos, de forma mais funcional;

-Cores claras costumam deixar o ambiente maior. Dessa forma, é importante que a “base” do projeto seja com cores claras e neutras. Já os materiais escuros, com desenhos ou texturas devem ser utilizados nos detalhes;

-Com a metragem enxuta, a sala de estar e a cozinha geralmente transmitem uma sensação de aperto, por isso, é necessário que os materiais e acabamentos entre os dois espaços, conversem entre si;

-Móveis escuros, pesados e profundos devem ser evitados. Esses objetos devem ter profundidades mínimas para não atravancar os ambientes, e precisam ser pensados com muita cautela, para que sejam preservadas as circulações adequadas, oferecendo um resultado harmônico e funcional.

Alguns objetos dão a sensação de ambiente mais amplo como:

*Os espelhos, que são sempre bem-vindos, mas nunca um de frente para o outro para não dar a sensação de fundo infinito;

*A cabeceira da cama que deve ser adotada na horizontal para dar a sensação de que o quarto é mais largo;

*Os painéis nas paredes, devem ser instalados poucos centímetros das mesmas para não reduzir a dimensão do ambiente. O ideal é que tenha espessura máxima do rodapé (máximo 2cm);

*Módulos retráteis também podem ser inteligentes e funcionais, como por exemplo, uma bancada de refeição que abre e fecha apenas para a hora que está sendo utilizada;

*Móveis que se encaixam dentro de outros ou com múltiplas funções também são recomendados. Por exemplo, um pufe que quando não está sendo utilizado, se encaixa abaixo de um aparador ou do rack da TV, mesas laterais com alturas diferentes que podem se sobrepor, bancos que podem ser utilizados como mesas de apoios, e etc.

 

Por fim, a profissional ressalta que conhecer a rotina dos moradores e as suas necessidades ajuda os decoradores a projetar e aproveitar o espaço, com mais eficiência.

Sobre Cury Construtora e Incorporadora S.A.
A Cury Construtora e Incorporadora atua no segmento de construção e incorporação de empreendimentos imobiliários desde 1962, e está presente hoje nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. A companhia contratou mais de 45 mil unidades no Programa “Minha Casa Minha Vida”, consolidando-se como uma das maiores construtoras do mercado econômico. Possui certificação ABS Quality Evaluations e o nível A (máximo) do Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade na Habitação (PBQP-H). Desde 2007, por meio de uma joint venture com a Cyrela Brazil Realty, maior incorporadora do país, é denominada Cury Construtora e Incorporadora S.A.

Crédito: Divulgação
Fotos do Projeto Minha Penha, da arquiteta para a Cury Construtora
Fonte: Weber Shandwick

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar